fbpx
Role para cima
©2022. Aigen Soluções Digitais

Papo Reto: A formação para além da sala de aula - Ep. 6

Hoje é dia de Papo Reto! Dessa vez, trouxemos o Jônatas, nosso estagiário de Social Media, para participar do nosso bate papo!

Por Redação

25/01/22

trabalho fora da formação

O primeiro estágio nem sempre é tão simples… Principalmente quando não é exatamente na área em que você está estudando. Mas essa pode também ser uma experiência melhor do que você imagina!

O Jônatas é o Aigente mais recente da nossa equipe. Ele está conosco desde abril de 2021 e cursa a faculdade de Artes Visuais na PUC. Para esse Papo Reto, o Jônatas conversou com a gente sobre o futuro do Design, sua importância e também sobre seu curso não ser especificamente o mesmo de sua área de atuação no estágio e como isso pode ser uma força ou uma fraqueza. Vem conferir!

 

A) Qual a importância do Design e qual o futuro da área para você?

J) Design é comunicação e expressão, um meio viabilizador de transformar ideias em projetos reais. Ele é a ferramenta funcional que move as produções de conteúdo, que envolve o público, que organiza as informações e da vida. 

 

A) Qual o maior impacto de expectativa x realidade que você sentiu quando começou a trabalhar?

J) Uma expectativa quebrada (de um jeito bom) foi que eu achei que ficaria muito mais desamparado e sem saber o que fazer do que eu realmente fiquei. Recebi muito apoio e instruções, a comunicação entre a equipe sempre salvou muito. Aprendi também que o design não é apenas criatividade e produção, existem diversos mecanismos, padrões seguidos e muito estudo por trás, para se conseguir desenvolver melhor as coisas. Por isso, apesar de ter estudado bastante e me sentir preparado, depois que comecei a trabalhar, percebi que o que eu sei é só a pontinha do iceberg.

 

A) Na vida profissional, o que mais te surpreendeu e o que mais te decepcionou?

J) Me decepcionava porque parecia que eu nunca ia conseguir um trabalho, seria um mito essa coisa de enviar currículo?!!! Também já me frustrei diversas vezes com cansaço, por estar fazendo faculdade também, e parecer não conseguir me dedicar aos dois de uma vez. 

Quando consegui entrar na vida profissional, me surpreendi diversas vezes positivamente, principalmente por conta da Aigen: o time unido, o espaço que eles me deram para aprender, a confiança, a organização.

Me surpreende também o tanto de meses que eu preciso trabalhar pra conseguir comprar uma coisa mais carinha pra mim… (risos) não é fácil. 

 

A) Como cursar Artes Visuais influencia no seu trabalho e vice e versa? Conte uma experiência em que um ajudou o outro.

J) Acho que as artes visuais desenvolvem um lado criativo muito diferente ao qual o design desenvolve, portanto, um complementa muito o outro, gerando aprendizado. As minhas produções em artes visuais são algo sentimental, profundo e geralmente fala sobre mim. Já a produção do design transfere uma ideia, uma ação, um propósito ao receptor, é algo mais metódico e prático. Óbvio que não existem limites para a criatividade, mas existem certos padrões na produção.

Depois que eu entrei no mundo das redes sociais e a trabalhar com design, minha visão sobre a divulgação da minha arte mudou, porque eu começo a pensar mais como isso vai retornar para mim, como vão reagir, ou se vai ter pouco engajamento. Confesso que isso é uma das partes chatas de racionalizar a arte, eu gosto de fazer pelo sentimento, mas esse problema tem muito mais a ver com as redes sociais do que com o design.

Por outro lado, já tive um trabalho na faculdade que teve que unir ilustração com tipografia, e para encaixar as coisas do jeito mais proficiente e pensar na tipografia que mais ornasse com as artes eu precisei pensar como um designer.

 

A) Porque você escolheu fazer Artes Visuais? Quais são seus sonhos profissionais?

J) Desde pequeno eu gostei de tudo que envolvesse criatividade, desenho desde sempre, então eu fui me guiando por esse caminho das artes durante a minha vida. Na adolescência fiz um curso de comunicação visual que mesclava matérias voltadas para as artes com outras mais voltadas para o design. Foi um período muito inspirador e esclarecedor, percebi que me interessava muito mais por realizar produções poéticas, por isso escolhi Artes Visuais, mas nunca abandonei o design.

Meu sonho é um dia conseguir estar quase que completamente satisfeito com as minhas produções, sentir que eu realmente evolui e aprendi, ser uma referência no âmbito das artes e design e no espaço de trabalho, para que assim eu possa ajudar outras pessoas a evoluírem também.

 

A) Qual a vantagem e desvantagem de trabalhar em uma área diferente da sua formação acadêmica?

J) A desvantagem é que gera muita frustração, parece que eu nunca vou estar ali fazendo exatamente o que eu quero, ou produzindo algo realmente satisfatório. Porém, como as duas áreas acabam se encontrando em algum ponto, existem sim momentos de satisfação, e como eu disse, uma área aprende muito com a outra e isso gera evolução.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *