fbpx
Role para cima
©2024. Aigen Soluções Digitais

Brainstorm e outras técnicas de quebra de bloqueio criativo

Descubra como quebrar o bloqueio criativo com técnicas de fácil aplicação e uso!

Por Redação

23/05/2023 às 14h

brainstorm

Você com certeza já ouviu falar em Brainstorm, certo? O brainstorming é uma técnica de quebra de bloqueio criativo que também é conhecida como “chuva de ideias”. Ela funciona assim: todos os participantes se reúnem e dão sugestões criativas para a resolução do problema ou situação, sem restrições ou repreensões. Depois de todas as sugestões, o grupo avalia a qualidade das ideias lançadas e define a melhor solução para o problema.

Brainstorm é a técnica mais famosa de Alex Faickney Osborn, para gerar insights de criatividade e quebrar o bloqueio de criatividade, que é um problema bem comum… Mas você sabia que ela não é a única técnica utilizada como tentativa para a solução desse bloqueio? Pois é!

Existem outras duas técnicas muito famosas: o brainwriting e a scamper.

O brainwriting é uma técnica na qual os participantes escrevem em post-its suas ideias sobre uma questão por alguns minutos, sem se falar. Em cada post-it, uma ideia diferente. Depois, todos os participantes passam os seus post-its para o colega da esquerda. Ao ler os post-its da pessoa do lado, novas ideias surgirão e o participante pode adicionar mais post-its e ideias. Assim vai, até terminar a roda. Depois disso, começa a rodada de debate sobre as ideias.

Essa técnica bloqueia o julgamento das ideias antes da hora e possíveis bloqueios criativos que esse julgamento poderia criar, além de promover a criatividade a partir de outras ideias, estimulando o trabalho em grupo.

Já a scamper tem uma estrutura sequencial. O grupo deve se unir para responder os tópicos do acrônimo, que são: substituir, combinar, adaptar, modificar, propor, eliminar ou reorganizar.

No primeiro tópico, somos convidados a pensar: é possível substituir algo? O que pode ser alterado para criarmos um novo item ou solução desse problema? No próximo, somos convidados a pensar: o que podemos combinar com esse produto? Como posso aproveitar meu produto em um novo projeto? 

Na letra A, de adaptar, em que cenário esse produto poderia ser posto com pequenas adaptações? Com a letra M, de modificar, quais pontos podem ser mudados sem mexer na ideia principal do produto inicial? A letra P nos convida a propor: esse produto já teve todo o seu potencial explorado?

A letra E nos faz refletir sobre o que pode ser descartado e a letra R propõe reorganizar, a partir das descobertas feitas, nosso problema.

 

Sobre os bloqueios de ideias

Os bloqueios de ideias infelizmente são muito comuns. Pode ser por conta de percepção (quando percebemos o problema pela primeira vez, por exemplo), emocional (como motivação em resolver o problema logo, medo de cometer um erro, ou algo do gênero), cultural (por exemplo, se culturalmente, um grupo acredita que a única solução é aquela que se perdeu, nós, que estamos inseridos nesse ambiente cultural, temos dificuldade de considerar outras possibilidades) entre muitos outros. Confira clicando aqui.

Para driblar o bloqueio criativo antes que ele aconteça, invista em fugir do óbvio e faça atividades, veja filmes, conheça assuntos que não tenham nada a ver com seu estilo pessoal atual. Aí vai uma dica: se você trabalha com marketing, procure conhecer mais sobre os mundos da engenharia e advocacia. Isso porque alimentar a mente de assuntos novos e diferenciados te ajuda a enxergar o mundo sob diferentes pontos de vista, o que é extremamente benéfico para o cérebro e para o processo de criatividade.

E aí, você já conhecia ou já usou alguma dessas outras técnicas?

 

Veja sobre outros assuntos no nosso blog. Confira!

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *